Janet Devlin, para quem não a conhece, é uma cantora e compositora Irlandesa que ficou conhecida após participar da oitava edição do reality show The X Factor. Lançado no Reino Unido em Junho de 2014 e nos Estados Unidos em Fevereiro de 2015, Running With Scissors é o segundo álbum da cantora. 

"Juventude e metáfora" são duas palavras que críticos usam para definir esse álbum. Janet Devlin lida com os desafios de equilibrar a exuberância da juventude e das responsabilidades da vida, utilizando para isso, a metáfora em suas dez faixas de folk pop apaixonado e divertido. Há ainda a analogia entre o amor e os nossos jogos favoritos, como nos singles "House of Cards" e "Hide & Seek", mas a fonte de emoção ainda se encontra pela superfície. 

O melhor lado de Janet é revelado em faixas mais lentas onde sua voz transforma a angústia em maturidade. Running With Scissors possui um dilema conflituoso pois carrega um tema sutil de "luz e escuridão", que se estende para "alegria contra tristeza" e "esperança contra o desespero". As faixas de músicas pop mais agitadas são alegres e trazem uma pontada de tristeza, enquanto as baladas carregam uma melancolia, embora com um centro de esperança.

Agradeço aos leitores que esperavam ansiosamente por este encarte.